Treinador do Princesa diz que sem Estadual no 1º semestre clube sai prejudicado

Mesmo com a base mantida, o técnico do Princesa do Solimões, Zé Marco, está preocupado com o ritmo de jogo da equipe.
No primeiro semestre, o Tubarão do Norte joga com Chapecoense, pela Copa do Brasil, que deve ser em março. A equipe iniciou sua preparação no último domingo (14), no Gilbertão, na cidade de Manacapuru (AM).

Para Zé Marco, o fato do Campeonato Amazonense começar apenas em agosto, é prejudicial ao Princesa, pois deixou o grupo sem disputar uma competição oficial, antes do jogo com o time catarinense.

“Com certeza, para nós seria melhor se estivéssemos em atividade jogando alguma competição. Muitas das vezes se fica trinta a quarenta dias treinando, mas durante uma partida você se depara com situações que não acontece na pré-temporada ou nos treinos. É negativo, o fato de não disputarmos alguma competição e atrapalha a gente. Vamos ter que encaixar a grupo na Copa do Brasil”, explicou e lembrou da última temporada, quando o elenco estava em ritmo de competição.
“Ano passado, nós tivemos a Copa Verde, e o Estadual, sendo que a Copa do Brasil foi no meio dessas duas competições. Nós já tínhamos um padrão, uma equipe encaixada nos dois confrontos diante do Figueirense. Ao contrário desse ano, que vamos ter menos de trinta dias para trabalhar, com físico, técnico/tático, padrão de jogo, definição de equipe. Vamos estrear com Chapecoense, que disputa a primeira divisão. Isso não nos assusta, pois sabemos de nossas limitações e nossas qualidades”, comentou, mas revelou que tem buscado informações do adversário para buscar a classificação para próxima fase da Copa do Brasil.

Nesta quarta-feira, 17, o Princesa volta a treinar em dois períodos. As atividades serão no Estádio Gilberto Mestrinho, o Gilbertão, na cidade de Manacapuru. A movimentação pela manhã, será a partir das 8h15, e no período da tarde, às 15h15.

Comentários